Saúde 4.0: tendências, tecnologias e como se preparar

Não há dúvidas da importância da tecnologia na Saúde para otimizar os serviços médicos. A Saúde 4.0 surgiu para fortalecer esse processo.

Contar com a tecnologia na área da Saúde se tornou uma estratégia fundamental quando o assunto é implementar métodos inovadores, agregar qualidade aos cuidados prestados e fortalecer o relacionamento entre os profissionais e paciente.

Como uma grande aliada nessa trajetória, está a Saúde 4.0: um conceito cada vez mais presentes nas unidades médicas por aliar inovação e ferramentas eficientes na prevenção e tratamento de doenças.

Mas você sabe o que é a saúde 4.0, quais são as principais tendências e como se adequar às novas demandas do mercado? Então, leia este artigo para descobrir!

O que é Saúde 4.0?

É um formato que integra a tecnologia com os serviços no setor da Saúde. Logo, é a aplicação de investimentos em inovação do segmento, buscando a prevenção de doenças e a garantia do bem-estar físico e mental dos pacientes, além de envolver recursos automatizados, como os sistemas de gestão para unidades hospitalares.

O conceito também pode ser chamado saúde digital ou health 4.0. Entre as suas principais finalidades, podemos apontar:

  • ajudar na criação de políticas públicas de saúde, por meio do uso ético, sustentável e seguro da tecnologia;
  • aprimorar a saúde e o bem-estar dos indivíduos, por intermédio da equidade e acessibilidade;
  • simplificar a atuação dos profissionais da saúde para assegurar o melhor cuidado aos pacientes.

Quais são as tecnologias da Saúde?

Quando falamos em tecnologia na saúde, diversas ferramentas estão inseridas como forma de oferecer um atendimento eficaz e proporcionar a melhor experiência possível aos pacientes, por exemplo:

  • Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP);
  • prescrição de exames informatizados;
  • ferramentas de Big Data para ajudar nas tomadas de decisões;
  • sistema integrado com clínicas de exame de imagem e laboratórios;
  • integração com todos os setores das unidades de saúde;
  • elaboração de uma jornada do paciente digital;
  • utilização de imagens digitais no lugar do filme radiográfico;
  • disponibilização de resultados de exames no formato online etc.

Além disso, é importante destacar o trabalho das health techs, que criam ideias inovadoras com o objetivo de ajudar hospitais, clínicas, consultórios e laboratórios a se adaptarem às exigências criadas com o desenvolvimento da Saúde 4.0. São disponibilizados, assim, diversos tipos de ferramentas eficientes e seguras.

Quais são as tendências de tecnologia em Saúde?

Com a integração entre as duas áreas, diversas tendências podem ser aplicadas nas mais variadas atividades desenvolvidas em um ambiente hospitalar e em práticas médicas. A seguir, veja quais são!

Big Data

Inúmeros dados são gerados todos os dias no ambiente hospitalar. Sabendo disso, quando usados de maneira correta, podem gerar estratégias bastantes relevantes para a prevenção de doenças, diagnósticos e tratamentos.

Sendo assim, o Big Data ajuda na análise precisa dessas informações, colaborando para a identificação de sintomas e queixas parecidas entre pessoas de um mesmo círculo social, por exemplo.

Internet das Coisas

Também conhecida como IoT, ajuda na integração entre diferentes dispositivos, tendo em vista que simplifica a anamnese e o tratamento dos pacientes. Entre outros mecanismos, podemos apontar o oxímetro, os marcapassos, os softwares de gestão e o monitoramento de glicose.

Impressão 3D

É uma tecnologia que possibilita a cópia de itens tridimensionais. Nesse caso, trata-se de uma tendência já utilizada na impressão de implantes e próteses. Contudo, uma expectativa para o futuro é a sua aplicação para replicar células e tecidos orgânicos.

Realidade Virtual

Em um cenário virtual desenvolvido por Realidade Virtual, os profissionais podem pesquisar e treinar procedimentos e técnicas sem colocar os pacientes reais em risco. Outra aplicação desse mecanismo está no tratamento de dor, ansiedade e fobias de pacientes.

Além disso, é uma ferramenta eficiente para fisioterapias, visto que existem softwares desenvolvidos para criarem jogos virtuais que estimulam as funções sensoriais e motoras de pacientes com sequelas de AVC, por exemplo.

Cloud Computing

Os sistemas médicos integrados à nuvem viabilizam a utilização de prontuários eletrônicos que podem ser acessados em qualquer hora e lugar, desde que conectados à internet. Isso promove um acesso ágil às informações do paciente, o que é essencial em situações de emergência.

Além disso, confere mais rapidez às consultas e precisão nos diagnósticos, proporcionando maior segurança dos dados e uma diminuição significativa de custos operacionais.

E-Saúde

É um conceito que envolve a teleconsulta, a telemedicina e o telediagnóstico. Aqui, todo o tratamento e monitoramento do paciente é realizado a distância, de maneira ética e segura. Com o desenvolvimento de tecnologias cada vez mais eficientes para a área da Saúde, essa tendência tem se popularizado.

Como se preparar para ser o médico do futuro?

Para se tornar um médico do futuro e usufruir de todas as facilidades proporcionadas pela Saúde 4.0, é preciso conhecer algumas práticas que podem ajudar você a se adequar a essa nova realidade. Veja quais são as principais:

  • inserir na rotina a análise a respeito de novas tecnologias e como elas impactam a saúde. É importante ter em mente que o mundo digital está em transformação frequente, por isso é fundamental estar por dentro das principais novidades do ramo;
  • procurar por especializações e demais cursos em Saúde 4.0, já que nesses eventos será possível adquirir novos conhecimentos, habilidades e conhecer profissionais que já estão implementando essas tendências em hospitais, consultórios e clínicas;
  • pesquisar sobre aplicativos e wearables usados pelos pacientes. Desse jeito, será mais fácil fortalecer o relacionamento e entender a percepção que eles têm em relação à própria saúde;
  • entender o posicionamento e a recomendação do Conselho Federal de Medicina e demais órgãos e associações ligados à saúde, a respeito da aplicação de novas tecnologias em favor dos pacientes.

Agora que você já sabe o que é Saúde 4.0, o ideal é ficar por dentro das principais tendências e observar como elas podem ser aplicadas em sua rotina de trabalho. Dessa forma, será possível se tornar uma referência na sua área de atuação. Não se esqueça de ampliar os estudos de forma constante.

Achou este artigo interessante? Então, aproveite a sua visita no blog para conhecer a nossa pós-graduação em Health Tech!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to Top